segunda-feira, 31 de agosto de 2015

SESSÃO RETRÔ - VARIEDADES - ROUPA NOVA

A reportagem abaixo foi publicada na revista Ilusão nr. 369, publicada em 01 de maio de 1981.
Para ler esta ou outra matéria em tamanho maior, caso use o Explorer ou Chrome, clique sobre a figura com o botão direito do mouse e selecione a opção "abrir link em uma nova guia". Na nova guia, clique com o botão esquerdo do mouse e, pronto, terá acesso a uma ampliação da página. Caso o navegador seja o Firefox, clique sobre a figura com o botão direito do mouse e selecione a opção "abrir em nova aba". Em seguida, proceda como no caso dos dois outros navegadores citados.
Boa diversão!



SESSÃO RETRÔ - NOVELAS - ÍDOLO DE PANO - PRIMEIRA PARTE

Publicaremos a cada semana uma parte de uma matéria sobre a novela Ídolo de Pano, apresentada pela Rede Tupi no horário das 20h de 9 de setembro de 1974 a 31 de maio de 1975. A matéria foi publicada na revista Amiga – TV Tudo nr. 264, publicada em 11 de junho de 1975.
Na semana que vem tem mais.
Acompanhem!
Para ler esta ou outra matéria em tamanho maior, caso use o Explorer ou Chrome, clique sobre a figura com o botão direito do mouse e selecione a opção "abrir link em uma nova guia". Na nova guia, clique com o botão esquerdo do mouse e, pronto, terá acesso a uma ampliação da página. Caso o navegador seja o Firefox, clique sobre a figura com o botão direito do mouse e selecione a opção "abrir em nova aba". Em seguida, proceda como no caso dos dois outros navegadores citados.
Boa leitura!



sábado, 29 de agosto de 2015

PARA MEDITAR



SESSÃO FOTONOVELA - A MORTE DO D. JUAN

A fotonovela abaixo pertence à revista Amiga – TV Tudo nr. 216, publicada em 09 de julho de 1974.
Para ler esta ou outra matéria em tamanho maior, caso use o Explorer ou Chrome, clique sobre a figura com o botão direito do mouse e selecione a opção "abrir link em uma nova guia". Na nova guia, clique com o botão esquerdo do mouse e, pronto, terá acesso a uma ampliação da página. Caso o navegador seja o Firefox, clique sobre a figura com o botão direito do mouse e selecione a opção "abrir em nova aba". Em seguida, proceda como no caso dos dois outros navegadores citados.
Boa leitura!

















sexta-feira, 28 de agosto de 2015

SESSÃO CAPAS E PÔSTERES

A capa pertence à revista Amiga – TV Tudo nr. 216, publicada em 09 de julho de 1974.
Já o pôster pertence à revista Contigo nr. 303, publicada em 25/04/80.
Boa diversão!




SESSÃO FOTO QUIZ

A foto da semana passada pertence à atriz Joana Fomm.
Agora tentem descobrir quem é o rapaz da foto.
Eis algumas pistas:
1) Este ator, ainda vivo, nasceu no interior paulista no ano de 1930.
2) Estreou em telenovelas em O Pequeno Lord, na TV Tupi, no ano de 1967.
3) Participou de novelas como: A Grande Mentira, na TV Globo;  Ovelha Negra, na Rede Tupi e Pé de Vento, na Rede Bandeirantes.
Boa diversão!


quinta-feira, 27 de agosto de 2015

SESSÃO LEITURA - CONVERSA DE COMPRA DE PASSARINHO - RUBEM BRAGA

O texto abaixo é da autoria de Rubem Braga.
Para maiores informações sobre o autor, favor acessar: http://www.releituras.com/rubembraga_bio.asp.
Boa leitura!

Conversa de compra de passarinho

Entro na venda para comprar uns anzóis, e o velho está me atendendo quando chega um menino da roça com um burro e dois balaios de lenha. Fica ali, parado, esperando. O velho parece que não o vê, mas afinal olha as achas com desprezo e pergunta: "Quanto?" O menino hesita, coçando o calcanhar de um pé com o dedo de outro: "Quarenta". O homem da venda não responde, vira a cara.
Aperta mais os olhos miúdos para separar os anzóis pequenos que eu pedi. Eu me interesso pelo coleiro do brejo que está cantando. O velho:
- Esse coleiro é especial. Eu tinha aqui um gaturamo que era uma beleza, mas morreu ontem; é um bicho que morre à toa.
Um pescador de bigodes brancos chega-se ao balcão, murmura alguma coisa; o velho lhe serve cachaça, recebe, dá o troco, volta-se para mim: "O senhor quer chumbo também?" Compro uma chumbada, alguns metros de linha. Subitamente ele se dirige ao menino da lenha:
- Quer vinte e cinco pode botar lá dentro.
O menino abaixa a cabeça, calado. Pergunto:
- Quanto é o coleiro?
- Ah, esse não tenho para venda, não...
Sei que o velho está mentindo; ele seria incapaz de ter um coleiro se não fosse para venda; miserável como é, não iria gastar alpiste e farelo em troca de cantorias. Eu me desinteresso. Peço uma cachaça. Puxo o dinheiro para pagar minhas compras. O menino murmura: "O senhor dá trinta..." O velho cala-se, minha nota na mão:
- Quanto é que o senhor dá pelo coleiro?
Fico calado algum tempo. Ele insiste: "O senhor diga..." Viro a minha cachaça, fico apreciando o coleiro.
- Não quer vinte e cinco vá embora, menino.
Sem responder o menino cede. Carrega as achas de lenha lá para os fundos, recebe o dinheiro, monta no burro, vai-se. Foi no mato cortar pau, rachou cem achas, carregou o burro, trotou léguas até chegar aqui, levou 25 cruzeiros. Tenho vontade de vingá-lo:
- Passarinho dá muito trabalho...
O velho atende outro freguês, lentamente.
- O senhor querendo dar 500 cruzeiros, é seu.
Por trás dele o pescador de bigodes brancos me faz sinal para não comprar. Finjo espanto:
"QUINHENTOS cruzeiros?"
- Ainda a semana passada eu rejeitei 600 por ele. Esse coleiro é muito especial.
Completamente escravo do homem, o coleirinho põe-se a cantar, mostrando suas especialidades.
Faço uma pergunta sorna: "Foi o senhor quem pegou ele?" O homem responde: "Não tenho tempo para pegar passarinho".
Sei disso. Foi um menino descalço, como aquele da lenha. Quanto terá recebido esse menino desconhecido por aquele coleiro especial?
- No Rio eu compro um papa-capim mais barato...
- Mas isso não é papa-capim. Se o senhor conhece passarinho, o senhor está vendo que coleiro é esse.
- Mas QUINHENTOS cruzeiros?
- Quanto é que o senhor oferece?
Acendo um cigarro. Peço mais uma cachacinha. Deixo que ele atenda um freguês que compra bananas. Fico mexendo com o pedaço de chumbo. Afinal digo com a voz fria, seca: "Dou 200 pelo coleiro, 50 pela gaiola".
O velho faz um ar de absoluto desprezo. Peço meu troco, ele me dá. Quando vê que vou saindo mesmo, tem um gesto de desprendimento: "Por 300 cruzeiros o senhor leva tudo".
Ponho minhas coisas no bolso. Pergunto onde é que fica a casa de Simeão pescador, um zarolho.
Converso um pouco com o pescador de bigodes brancos, me despeço.
- O senhor não leva o coleiro?
Seria inútil explicar-lhe que um coleiro do brejo não tem preço. Que o coleiro do brejo é, ou devia ser, um pequeno animal sagrado e livre, como aquele menino da lenha, como aquele burrinho magro e triste do menino. Que daqui a uns anos quando ele, o velho, estiver rachando lenha no Inferno, o burrinho, o menino e o coleiro vão entrar no Céu - trotando, assobiando e cantando de pura alegria.

SESSÃO ABERTURA DE NOVELA - CORDEL ENCANTADO

A novela Cordel Encantado foi apresentada pela Rede Globo no horário das 18h de 11 de abril a 24 de setembro de 2011.
O tema musical de abertura era Minha Princesa Cordel, interpretado por Gilberto Gil e Roberta Sá.
Para maiores informações sobre a novela, favor acessar: http://www.teledramaturgia.com.br/cordel-encantado/.
Boa diversão!



LETRA

MINHA PRINCESA CORDEL

Minha princesa,
quanta beleza coube a ti
Minha princesa,
quanta tristeza coube a mim

Na profundeza
O amor cavou
O amor furou fundo no chão
No coração do meu sertão
No meu torrão natal
Meu berço natural
Meu ponto cardeal
Meu açúcar, meu sal

Oh meu guerreiro,
o teu braseiro me queimou
Oh meu guerreiro,
meu travesseiro é teu amor
Meu cangaceiro,
que me pegou, me carregou
que me plantou no seu quintal,
me devolveu minha casa real
Minha alma original
Meu vazo de cristal
E o meu ponto final

Nossos destinos
Desde meninos dão-se as mãos
Nossos destinos
De pequeninos eram irmãos

E os desatinos
também tivemos que vivê-los bem juntinhos
E os caminhos nos trouxeram
pra esse lugar
A que vamos ficar
Amar viver lutar
Até tudo acabar

Fonte: http://www.vagalume.com.br/gilberto-gil/minha-princesa-cordel.html#ixzz3jGG39k1L

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

SESSÃO SAUDADE - JOÃO SÓ

Certos artistas ficam consagrados por um período de tempo e, depois, são esquecidos, embora tenham uma obra de valor. É o caso do nosso homenageado desta semana: o cantor, compositor e instrumentista piauiense João Só.
No início da década de 70, João produziu pelo menos dois sucessos: Canção para Janaína e Menina da Ladeira, esse último seu maior êxito.
Obrigado, João Só por sua contribuição tão gostosa para nossa música!
Descanse em paz!
Para saber mais sobre o autor, favor acessar: http://www.dicionariompb.com.br/joao-so.
Com o objetivo de homenageá-lo, reproduzimos abaixo seu grande sucesso, Menina da Ladeira.



LETRA

MENINA DA LADEIRA

Menina que mora na ladeira
E desce a ladeira sem parar
Debaixo do pé da laranjeira
Se senta pra poder descansar (BIS)

Silêncio profundo a menina dormiu
Alguém que esperava tão logo partiu, partiu
Partiu para sempre para o infinito
Um grito ouviu

Chorando levanta a menina
Correndo ligeiro sem parar
Debaixo do pé da laranjeira
Há sempre alguém a esperar
Violeiro tocando, estrela a brilhar
Violeiro em prece
Em prece ao luar, luar

Tal noite vazia espere a menina
Tão linda não, não vá
Chorando levanta a menina
Correndo ligeiro sem parar
{Assa, passa, passa}

Debaixo do pé da laranjeira
Há sempre alguém a esperar
Há sempre alguém a esperar
Há sempre alguém a esperar

Fonte: http://www.vagalume.com.br/joao-so-e-abandonados/menina-da-ladeira.html#ixzz3j6wIKa59

SESSÃO HUMOR

O farmacêutico entra na sua farmácia e nota um homem petrificado, com os olhos esbugalhados, mão na boca, encostado em uma das paredes.
Ele pergunta para o seu auxiliar:
- Que significa isto. Quem é a pessoa que está encostada naquela parede?
- Ah! É um cliente. Ele queria comprar remédio para tosse. Como está caro e ele não tem dinheiro, vendi para ele um laxante.
- Ficou maluco? Desde quando laxante é bom para tosse?
- É excelente. Veja o medo que ele tem de tossir!

Fonte: http://www.piada.com.br/busca_piadas.php?categoria=08&eof=1328&pg=13.

terça-feira, 25 de agosto de 2015

SESSÃO REMAKE MUSICAL - GREEN LEAVES OF SUMMER - PATTI PAGE

A canção The Green Leaves of the Summer, que teve como um dos intérpretes Brothers Four, é apresentada no vídeo abaixo por Patti Page.
Para ouvir a versão dos Brothers Four, favor acessar: http://biscoitocafeenovela.blogspot.com.br/2015/08/sessao-tunel-do-tempo-musical-green.html.
Boa diversão!



LETRA

Green Leaves Of Summer

A time to be reaping
A time to be sowing
The green leaves of summer
Are calling me home
It was so good to be young then
In the season of plenty
When the catfish were jumping
As high as the sky

A time just for planting
A time just for ploughing
A time just for living
A place for to die
Was so good to be young then
To be close to the earth
Now the green leaves of summer
Are calling me home
It was so good to be young then
To be close to the earth
Now the green leaves of summer
Are calling me home

TRADUÇÃO

Folhas verdes de verão

Um tempo para estar colhendo
Um tempo para estar semeando
As folhas verdes de verão
Estão me chamando para casa
Era tão bom ser jovem então
Na temporada de fartura
Quando os peixes-gatos estavam saltando
Tão alto quanto o céu

Um tempo só para o plantio
Um tempo só para arar
Um tempo só para viver
Um lugar para morrer
Foi tão bom ser jovem então
Para estar perto da terra
Agora as folhas verdes de verão
Estão me chamando para casa
Foi tão bom ser jovem então
Para estar perto da terra
Agora as folhas verdes de verão
Estão me chamando para casa

Fonte: http://letras.mus.br/the-brothers-four/987700/traducao.html

SESSÃO TÚNEL DO TEMPO MUSICAL - GREEN LEAVES OF SUMMER - BROTHERS FOUR

A canção The Green Leaves of the Summer, interpretada por Brothers Fours, fez parte da trilha sonora da novela Estúpido Cupido, apresentada pela Rede Globo no horário das 19h de 25 de agosto de 1976 a 28 de fevereiro de 1977.
Para maiores informações sobre a novela, favor acessar: http://www.teledramaturgia.com.br/estupido-cupido/.
Boa diversão!



LETRA

Green Leaves Of Summer

A time to be reaping
A time to be sowing
The green leaves of summer
Are calling me home
Was so good to be young then
In the season of plenty
When the catfish were jumping
As high as the sky

A time just for planting
And the time just for ploughing
A time to be courting
Courting a girl of your own
Was so good to be young then
To be close to the earth
And to stand by your wife
At the moment of birth, wo...

A time to be reaping
A time to be sowing
A time just for living
A place for to die
It was so good to be young then
To be close to the earth
Now the green leaves of summer
Are calling me home
It was so good to be young then
To be close to the earth
Now the green leaves of summer
Are calling me home

TRADUÇÃO

Folhas verdes de verão

Um tempo para estar colhendo
Um tempo para estar semeando
As folhas verdes de verão
Estão me chamando para casa
Era tão bom ser jovem então
Na temporada de fartura
Quando os peixes-gatos estavam saltando
Tão alto quanto o céu

Um tempo só para o plantio
E o tempo só para arar
Um tempo para estar cortejando
Cortejando uma garota de sua preferência
Era tão bom ser jovem então
Para estar perto da terra
E estar em pé por sua esposa
No momento do nascimento, wo...

Um tempo para estar colhendo
Um tempo para estar semeando
Um tempo só para viver
Um lugar para morrer
Foi tão bom ser jovem então
Para estar perto da terra
Agora as folhas verdes de verão
Estão me chamando para casa
Foi tão bom ser jovem então
Para estar perto da terra
Agora as folhas verdes de verão
Estão me chamando para casa

Fonte: http://letras.mus.br/the-brothers-four/987700/traducao.html

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

RESULTADO DA ENQUETE SOBRE A SESSÃO RETRÔ - NOVELAS

O resultado da enquete sobre qual novela deveria ser apresentada primeiro na Sessão Retrô – Novelas foi o seguinte:

Ídolo de Pano – 8 votos;

Mulheres de Areia (1ª versão) – 2 votos;

Roque Santeiro – 2 votos.

Total de votos: 12 votos.

Obrigado aos que participaram!

Diante dos resultados, Ídolo de Pano aparecerá primeiro. Como houve empate entre as duas novelas restantes, optamos pela apresentação de Mulheres de Areia antes de Roque Santeiro, por ser mais antiga.
Assim a ordem apresentação ficou constituída dessa forma:

Ídolo de Pano;

Mulheres de Areia;

Roque Santeiro.

SESSÃO RETRÔ - VARIEDADES - CRISTINA SANTOS E LUCÉLIA SANTOS

A reportagem abaixo foi publicada na revista Amiga TV Tudo nr. 575, publicada em 27 de maio de 1981.
Para ler esta ou outra matéria em tamanho maior, caso use o Explorer ou Chrome, clique sobre a figura com o botão direito do mouse e selecione a opção "abrir link em uma nova guia". Na nova guia, clique com o botão esquerdo do mouse e, pronto, terá acesso a uma ampliação da página. Caso o navegador seja o Firefox, clique sobre a figura com o botão direito do mouse e selecione a opção "abrir em nova aba". Em seguida, proceda como no caso dos dois outros navegadores citados.
Boa diversão!



SESSÃO RETRÔ - COMERCIAIS - GROSELHA VITAMINADA MILANI (ANOS 70)


sábado, 22 de agosto de 2015

PARA MEDITAR



SESSÃO FOTONOVELA - O REENCONTRO

A fotonovela abaixo pertence à revista Sétimo Céu – Série Amor nr. 122, publicada em março de 1983.
Para ler esta ou outra matéria em tamanho maior, caso use o Explorer ou Chrome, clique sobre a figura com o botão direito do mouse e selecione a opção "abrir link em uma nova guia". Na nova guia, clique com o botão esquerdo do mouse e, pronto, terá acesso a uma ampliação da página. Caso o navegador seja o Firefox, clique sobre a figura com o botão direito do mouse e selecione a opção "abrir em nova aba". Em seguida, proceda como no caso dos dois outros navegadores citados.
Boa leitura!